Início » DESTINOS » PERU » Laguna Humantay – Um deslumbrante lago nos Andes
Laguna Humantay

Laguna Humantay – Um deslumbrante lago nos Andes

Compartilhe com seus amigos!

A Laguna Humantay foi um dos últimos passeios que descobri quando estava pesquisando sobre o que fazer em Cusco. Quando vi a foto a primeira vez lembro que fiquei deslumbrada com a beleza do lago. Naturalmente me questionei se pessoalmente era aquilo tudo mesmo, afinal, nem sempre um lugar é tão bonito quanto as fotos. Mas neste caso posso afirmar, a lagoa é ainda mais incrível e linda ao vivo.

LAGUNA HUMANTAY

Localizada aos pés da montanha Salkantay, a Humantay está há mais de 4 mil metros acima do nível do mar. A altitude passada pelo guia foi de aproximadamente 4.800 mil metros acima do nível do mar. Mas encontrei algumas informações divergentes, variando entre 4.200 mil até 4.800 mil. De qualquer forma, está bem alta.

A combinação da lagoa multicolorida com a montanha nevada ao fundo, forma uma das paisagens mais deslumbrantes que já vi na vida. Não é exagero. Na realidade, o meu encantamento de ver o lago ao vivo superou até mesmo a visão de Machu Picchu.

Segundo informações do guia local, a Laguna Humantay é formada pelo degelo da neve. Apesar de perene, acredita-se que a lagoa tem seus dias contados. Infelizmente, devido ao aquecimento global, a quantidade de neve localizada na Salkantay está diminuindo. Estima-se que nos próximos 50 anos não haverá mais gelo na montanha e o visual deslumbrante como vemos hoje deixará de existir.

COMO CHEGAR A LAGUNA HUMANTAY

Essa é a parte mais difícil da nossa expedição. Semelhante ao passeio a Rainbow Mountain, tudo começa com o pick-up de madrugada no hotel. No nosso caso ocorreu às 4:30. Fiz este passeio com a mesma agência que fiz a Rainbow Mountain, e apesar de ter adorado a primeira, minha experiencia para a lagoa não foi muito agradável.

Leia mais:

Rainbow Mountain – A incrível montanha colorida do Peru

O pick-up no meu hotel ocorreu a pé. Seguimos caminhando até um ponto de encontro, para esperar outras pessoas. Ficamos esperando na rua com um frio insano até os outros chegarem. Quando finalmente chegaram, continuamos a pé até a Plaza de Armas. A funcionária da empresa estava meio perdida e ficamos dando voltas, subindo e descendo. Quando finalmente a van chegou, já era quase 6 horas. No fim, depois de acomodados, ainda pediram para trocarmos de van. Deu para notar que esse início de passeio não foi tão agradável, né?

O resto do percurso foi mais calmo. Foram 2 horas de van até a parada para o café da manhã. Depois mais 1 hora até o início da nossa caminhada.

TREKKING ATÉ A LAGUNA HUMANTAY

Quando comecei a montar meu roteiro para Cusco, uma das primeiras certezas foi a que eu precisava fazer conhecer a Rainbow Mountain e a Laguna Humantay. Eu não sabia como faria para chegar. Se terminaria viva ou morta, mas certamente faria os dois.

Como a Rainbow Mountain é mais alta, naturalmente imaginei que era a mais difícil. Inclusive no meu roteiro deixei ela por último, para ter mais tempo para aclimatação. Depois de uma dica valiosa do meu guia pelo Vale Sagrado, decidi inverter a ordem entre estes dois passeios.

Apesar da Rainbow Mountain está mais alta, o percurso é mais tranquilo de seguir. Eu diria que apenas o começo e o fim são realmente difíceis, todo o resto é mais “tranquilo”. A Laguna Humantay por sua vez, é fácil APENAS no começo. Cerca de 90% do percurso é subida. Então não se deixe enganar, a diferença de altitude entre as duas não significa absolutamente nada e o trekking até a laguna é infinitamente mais difícil do que o da Rainbow Mountain.

Apesar de extremamente exaustivo, o próprio percurso antes de chegar até a lagoa é de tirar o fôlego. Imagine uma caminhada bem no meio da cordilheira dos andes. Em meio a montanhas altíssimas, algumas nevadas. Parece que fomos transportados para um cenário de filme.

E quando chegamos até a lagoa, a sensação é indescritível. Posso dizer apenas que foi a paisagem mais linda que já vi. Fiquei o tempo todo em um estado de contemplação, meio embasbaca como poucas vezes fiquei na vida. Fez esquecer todo esforço, todo desgaste físico e todo sofrimento para chegar até ali. Para mim foi o ponto mais alto da viagem.

Galeria de Fotos

Como eu não consegui escolher só uma foto desse paraíso, vou deixar várias. O que vale salientar aqui é que a lagoa muda conforme muda a intensidade da luz solar. Ou conforme você está olhando mais de cima ou mais de baixo. Ou até mesmo mais de uma ponta ou de outra. Enfim, ela é única e, novamente, a foto não consegue fazer jus.

 

O que vestir e o que levar na mochila

Aqui vale basicamente as mesmas dicas que dei para a Rainbow Mountain. Principalmente o protetor solar, sério. Eu esqueci de passar protetor nas mãos e elas queimaram MUITO. Lembre-se de levar apenas (e somente só) o essencial. Quanto menor o peso na mochila, melhor. É possível alugar cavalo, mas diferente da Rainbow Mountain, o preço é fixo, independente de pegar no começo ou mais no fim. Porém não recomendo muito, apenas em último caso, pois o caminho por onde os cavalos passam são estreitos e ingrimes. Sinceramente, não senti muita confiança.

Na mochila, é imprescindível levar:

  • Água: no mínimo (mínimo mesmo) 1 litro;
  • Folha de coca: ajuda a aliviar os sintomas da altitude e dá energia;
  • Protetor solar;
  • Protetor labial: o sol, o vento e o tempo seco resseca muito os lábios;
  • Chocolates energizantes, tipo snickers, barra de cereal e outros lanches rápidos;
  • Câmera fotográfica;
  • Chapéu, boné ou touca;
  • Óculos de sol;
  • Água floral;

Fazer um blog de viagem era um sonho antigo, que finalmente consegui realizar. Adoro escrever, falar de viagem e ajudar as pessoas a encontrar a próxima rota incrível para chamar de sua. Sou filha de fotógrafos e herdei dos meus pais a paixão por fotografia. Mas mais do que tudo, adoro viajar, conhecer novos lugares, novas culturas. Para mim viajar é terapia, é aprendizado, é realização. Tem uma frase de Santo Agostinho que me define completamente, que diz que "o mundo é um livro, e aqueles que não viajam leem somente uma página".